José Serra critica exigências da Fifa para a Copa de 2014 – OESP – 08/07

serra-kassab292

Mais uma vez uma alta autoridade se manifesta a favor do Morumbi. Agora foi o governador José Serra. As declarações dele foram bastante contundentes. Não concordo muito com ter exigências diferentes para estádios em locais distintos. No entanto, é preciso avaliar qual é a real necessidade, por exemplo, de ter o espaço para o estacionamento de 50 caminhões de transmissão. Soluções temporárias são melhores em diversos casos.

É preciso lembrar que o Brasil não é a Alemanha. Apesar de o nosso futebol ser superior, as economias são bastantes distintas. Além do mais, o campeonato deles é um dos mais ricos do mundo, mesmo que não reflita em qualidade.

——————-
Confira a matéria aqui

GENEBRA – O governador de São Paulo, José Serra, criticou a Fifa e alertou que as exigências feitas pela entidade em relação ao Morumbi são “exageradas”. Serra é contra a construção de um novo estádio na cidade, alegando que a cidade não teria o que fazer com o novo palco após a Copa de 2014.

A Fifa vem se queixando da situação do Morumbi, um dos locais considerados para a abertura do Mundial que ocorre no Brasil. A Fifa chegou a sugerir que a direção do São Paulo feche o estádio por algum tempo para realizar as mudanças necessárias. 

Para Serra, não há motivos para as críticas. “A Fifa tem feito exigências que, olhando para trás, podem ser consideradas como exageradas. Não digo em relação específica ao Morumbi. Mas em relação ao Brasil. Mesmo a Alemanha teve problemas”, disse Serra, que ontem esteve em Genebra para receber um prêmio.

Serra acredita que a Fifa e os organizadores do Mundial terão de chegar a um entendimento sobre a situação no Morumbi. “Vai ter de ter uma acomodação”, disse o governador. A Fifa afirmou nesta quarta que não há uma elevação na exigência em relação aos estádios brasileiros e comparação ao nível de 2006 na Alemanha.”As orientações entre os dois torneios (2006 e 2014) são as mesmas, sem nenhuma grande diferença”, disse a assessoria de imprensa da Fifa. 

Para Serra, a solução seria promover algumas das mudanças que a Fifa pede e sequer pensar na construção de um novo estádio. “Não é nenhuma tragédia”, disse. Ele não acredita que há como deixar São Paulo fora da Copa ou do jogo de abertura do Mundial. Mas rejeita a tese da construção de um novo estádio. “Se for construir estádio, o que vai fazer depois. O Corinthians joga do Pacaembu, Palmeiras no Palestra Itália, o São Paulo no Morumbi e a Portuguesa no Canindé”, disse Serra.

A reforma do Morumbi, de todas as formas, não seria feito com dinheiro público. “Isso não cabe a nós”, disse. Serra ainda garantiu que a cidade estará pronta para receber a Copa. “Na Fórmula 1, chegam a São Paulo 130 mil pessoas e ninguém percebe. Não temos problemas”, disse o governador. 

Mesmo assim, ele garante que obras de infraestrutura serão realizadas, como a ampliação do metrô. Ele também destaca a necessidade de uma nova avenida perimetral no Morumbi. “O estádio não tem saída”, admitiu, lembrando que foi ele que, ainda como prefeito, iniciou a obra da nova avenida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: