O trânsito e a Copa

transito-bh

Um dos problemas que as grandes capitais brasileiras vão enfrentar durante a Copa do Mundo de 2014 é com o trânsito. Não importa o quanto for investido nessas cidades, sempre haverá a necessidade de alguns ajustes apenas para o período dos jogos.

Fiz alguns levantamentos com base na tabela dos jogos da Copa da Alemanha e com base na tabela já divulgada para 2010 (apenas os locais e horários dos jogos, é claro).

– Na Alemanha, os jogos passaram no Brasil as 11h, 13h, 12h e 16h. Na África do Sul serão as 8h30, 11h e 15h30. Como os jogos são da Fifa, e o interesse é que eles tenham o melhor horário possível para seus “consumidores”, acredito que o horários das partidas em nossa Copa será igual ao que vimos em 2006. Ou seja, mais ou menos 11h, 13h, 12h e 16h.

Outra ponderação relevante. Na Alemanha, Copa que teve 12 sedes, mas é um país menos é mais igual que o Brasil, oito cidades tiveram cinco jogos e outras quarto tiveram seis (Munique, Berlim, Dortmund e Stuttgart). Na África do Sul, com 10 sedes, essa divisão é bem desigual. Tem estádio que terá oito jogos e outros quatro. Sendo que a cidade de Johanesburgo, com duas sedes, receberá 15 jogos.

Penso que no Brasil será uma mistura do que aconteceu na Alemanha e o que vai acontecer na África do Sul. Pela importância econômica e infraestrutura, imagino São Paulo e Rio de Janeiro com sete jogos. Nesse caso, todas as outras sedes teriam apenas cinco partidas.

E como fazer com que os jogos, nos horários que citei, em grandes cidades, como São Paulo e Rio, não sejam prejudicados e não afetem o já conturbado trânsito das capitais? Pensei em algumas coisas:

– Férias escolares durante o período da Copa do Mundo (que será entre junho e julho);
– Férias coletivas para funcionários públicos de serviços não essenciais;
– Recesso parlamentar em todas as esferas durante o mês da Copa;
– Propor para que as empresas, nos casos possíveis, também dêem férias coletivas;
– Ampliação da frota de transporte coletivos;
– Restrição a circulação de veículos com menos de três pessoas.

Enfim, são só algumas idéias que tive. Imagino que muita coisa já deve ter sido pensada, como férias escolares na época. Mas, outras podem ser negociadas. Como uma mudança no horário de trabalho, para mudar o horário de pico do trânsito. Ou que os jogos nas grandes cidades sejam aos sábados e domingos. Quando não for possível, cria-se um feriado para esse jogo (por exemplo, se a abertura fora em São Paulo, será numa sexta-feira. Nesse dia será feriado. Outros jogos, na capital seriam em horários menos complicados, como 11h ou 12).

2 Respostas

  1. acredito que alterar o horario de trabalho seja mais viavel, dar ferias coletivas para tantos setores assim afetaria muito a produção…

    • Claro. Teria que ver quem pode fazer isso. Programar isso com tempo.. ver que setores poderiam programar férias coletivas nessa época. Claro, se a economia estiver aquecida não tem como fazer as montadoras parerem a produção. É apenas uma forma de pensar para ter o menos numero de pessoas trabalhando, que estariam disponiveis para ver os jogos da Copa. Acredito que só férias escolares e de funcionários publicos ja serviria.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: