Arena pode ficar fora da Copa 2014 – Bem Paraná – 30/7

Imagem do projeto da Arena da Baixa, em Curitiba

Imagem do projeto da Arena da Baixa, em Curitiba

Essa notícia saiu no final da tarde de quinta-feira na imprensa paranaense. Não consegui entender direito o que o presidente do Atlético-PR quis dizer com frases como “Não tenho que estar perdendo tempo com Copa do Mundo. Isso é problema da cidade. A Copa é de Curitiba. O Atlético tem o estádio para ceder. Mas eles é que precisam resolver esse problema. Deixa essa Copa para a Prefeitura resolver. Eu tenho que cuidar do time do Atlético. Isso é o que me toma tempo”.

Não sei se ele está irritado com alguma pressão que acontece lá no Paraná ou se ele está pedindo dinheiro público para a Arena da Baixada. Oras, se a prefeitura for investir dinheiro de seu próprio bolso para 2014, ela vai fazer isso em um estádio que seja dela.

Com isso, começa a ganhar força o projeto da reforma do Couto Pereira. O Coritiba está se movimentando. Vamos ver o que vai acontecer.

Mas esse tipo de notícia não ganha destaque aqui. O legal é falar que só o Morumbi tem problemas.

—-

Arena pode ficar fora da Copa 2014

“Se não tivermos quem banque essa diferença, corre o risco de a Copa não vir para a Arena. Pode ir para o Pinheirão. É só a Prefeitura reconstruir o Pinheirão”

Marcos Malucelli admitiu ontem que a Copa do Mundo de 2014 pode ir para outro estádio de Curitiba. “Para concluirmos a Arena, pelo projeto aprovado desde 1999, precisamos de R$ 30 milhões. Concluímos o segundo anel e deixamos pronto para jogos do Atlético”, contou. “Para isso, não há problema. Conseguimos pagar com o tempo”, afirmou.
“Só que para fazer jogos da Copa do Mundo temos que mudar o estádio, acrescentar exigências do caderno de encargos, e esse valor salta para R$ 138 milhões”, disse. “Podemos pegar empréstimo do BNDES, com juros de 0,5% ou 1%. Mas depois? Como vamos pagar como esses R$ 100 milhões a mais?”, questionou.
“Se não tivermos quem banque essa diferença, corre o risco de a Copa não vir para a Arena. Pode ir para o Pinheirão. É só a Prefeitura reconstruir o Pinheirão. Por que o Atlético tem que arcar com esses R$ 100 milhões?”, indagou.
A única solução, segundo o presidente, é encontrar um investidor. “Já fomos procurados por bancos da China e até pelo Governo da Líbia. Mas uns querem explorar o estádio e outro a publicidade”, comentou. “Só aceitamos essa conclusão com dinheiro que não seja do Atlético. E que o investidor fique com retorno publicitário, mas não (com contrato) para explorar o estádio”, afirmou.
“Não tenho que estar perdendo tempo com Copa do Mundo. Isso é problema da cidade. A Copa é de Curitiba. O Atlético tem o estádio para ceder. Mas eles é que precisam resolver esse problema. Deixa essa Copa para a Prefeitura resolver. Eu tenho que cuidar do time do Atlético. Isso é o que me toma tempo”, desabafou.
Malucelli explicou por que a diferença entre os dois projetos chega a R$ 100 milhões. “Os vestiários que são atrás dos gols têm que ter entrada pelo centro do gramado. É tudo novo: fiação, encanamento, louça. Os quatro pilares enormes precisam sair fora. As cadeiras ao lado do pilar ficam com ponto cego. São 300 pontos cegos. Temos que fazer outra cobertura, outra sustentação. Tem que fazer área de pânico. Não pode ter o fosso. Em caso de pânico, o torcedor correr para o gramado. E precisamos de estacionamento subsolo. Tudo isso para três ou quatro jogos da Copa. Mas nas nossas costas”, disse.

Confira a matéria no site

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: