O dono do Morumbi – Jornal da Tarde – 12/8

jj

Aproveitando o embalo da madrugada, vou publicar agora alguns trechos a entrevista que o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, deu ao Jornal da Tarde desta quarta-feira (12). Ele falou sobre diversos assuntos. Mas, como meu foco é a Copa do Mundo de 2014, vou colocar aqui somente a parte que e o JJ fala sobre isso.

Bom, em linhas gerais, ele defende o uso do BNDES para financiar a reforma do Morumbi e de outros estádios privados. Ele argumenta que os clubes têm um importante papel social ao trabalhar com jovens nas categorias de base e que, como qualquer empresa, também deveria ter direito a este crédito.

O dinheiro público, como sempre falamos, será implementado para obras de infraestrutura que colaboram para a melhora da mobilidade na região. Apesar de beneficiar o São Paulo, também traz benefícios para a população da região. Na maior parte, são obras que já estão previstas, mas que sairão mais rápido do papel por conta da Copa.

O parte mais interessante da entrevista é a que ele fala sobre a cobertura. Que o São Paulo conversa com uma empresa americana, outra japonesa e duas alemãs, com a possibilidade de entrar uma suíça na disputa. O grande problema é o custo e o clube sabe que precisa viabilizar isso, já que o restante das obras não preocupa.

Bom, segue alguns trechos da entrevista. Vale destacar que pelo que temos de informação, as alterações do projeto do Morumbi estão aprovadas já.

Copa do Mundo de 2014

Eu vejo muitas críticas da imprensa quando o poder público faz algo em benefício do esporte. No mundo desenvolvido os governos puseram dinheiro nos clubes. No mundo desenvolvido, que tem alternativa de entretenimentos. Os clubes deviam. Falam que o governo não pode dar dinheiro do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento). Primeiro que não é dar, é emprestar. No prazo, nos juros e na carência. Por que a empresa que tem fins lucrativos pode e eu que não tenho não posso? Mexo com jovens que vêm da palafita, do morro, do mangue… Dou comida, médico, exijo escola. Por que eu não posso tomar emprestado dinheiro do BNDES pra reformar a minha casa que vai crescer, vai produzir? Uma coisa é dar dinheiro do orçamento, aí não. Mas dinheiro de banco, com garantias? O presidente da República esteve aqui, estava o governador, prefeito. Dinheiro aqui não. Lá fora, que deixa um legado, sim. Ninguém anda na Giovani Gronchi. Como vou trazer a Primeira Ministra da Alemanha (Angela Merkel) para a abertura? Ela não chega ao jogo. Eu preciso de um plano de mobilidade. Sair uma avenida perimetral, que interliga linhas, vai até a Raposo (Tavares, estrada), tenha conexão com o aeroporto. Vai custar milhões, entra o Governo Federal, o Governo Estadual… Acaba tudo isso e a cidade ganha mobilidade. Isso o governo vai fazer. Dentro das arenas não fará.

Morumbi para a Copa

Temos três estádios particulares: em São Paulo (Morumbi), no Paraná (Arena da Baixada) e no Rio Grande do Sul (Beira-Rio). Nosso esquema está adiantado. Temos 84% do estádio pronto. Batalhamos nisso fortemente. Temos empresas investindo. Estou discutindo cobertura com uma empresa americana, japonesa, duas alemãs e talvez entre uma suíça. O valor da reforma é de R$ 135 milhões e só a cobertura custa de R$ 120 milhões a R$ 140 milhões, depende dos orçamentos internacionais. É gente de fora que faz isso, aqui no Brasil ninguém sabe porque nenhum estádio tem cobertura. Para a reforma do estádio eu arrumo. Falta a cobertura. Temos condições importantes para realizar a Copa. São Paulo não tem palco para grandes eventos. Com o estádio vamos ter como suprir essa necessidade. Esse é o nosso momento. Não preciso mexer em vestiários, túneis… A área da imprensa nós pensávamos em colocar no térreo, mas vamos por no último piso. E o principal é que o Morumbi não precisará ser fechado porque está em pé.

Falta de jogos de rivais no Morumbi

Bilheteria não paga a minha conta. Eu quero jogos, mas não me pagam a conta. Eu tenho pedidos para grandes shows internacionais que me pagam R$ 1 milhão de aluguel, mas não posso atender porque não posso prejudicar o futebol, o nosso carro-chefe. Mas é bom jogarem porque temos lojas. Os jogos compõem o quadro. Acho que logo o Corinthians voltará a jogar aqui. Eu vi que o Andrés disse que não. Mas acho que é só passar essa raiva que tudo volta a normal.

Só pensa na Copa

Ouvi isso de algumas pessoas. Estou pensando na Copa sim, mas estou sempre atento ao futebol. Fico duas horas no CT e sei tudo que está acontecendo, tenho informantes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: