Conheça os projetos de estacionamento para o Morumbi

Fiz na tarde desta segunda-feira uma entrevista exclusiva com Caio Luiz de Carvalho, da São Paulo Turismo e do comitê paulista da Copa de 2014. Como ainda vou preparar a introdução do texto e outros detalhes, vou publicar apenas na terça-feira pela manhã.

Agora, vou mostrar a imagem dos dois projetos que existem do estacionamento para o estádio do Morumbi. Na entrevista vocês vão saber quais são as exigências da Fifa que o comitê paulista trabalha.

O primeiro é o original do Ruy Ohtake, que a maioria já conhece. O projeto do arquiteto do São Paulo prevê 3,5 mil vagas com uma grande área verde na parte superior com orçamento estimado de R$ 130 milhões.

Seguem algumas imagens:

estac_ruy01

Visão da área verde e do estádio

Visão da área verde e do estádio

O segundo é da Secretaria de Infraestrutura Urbana de São Paulo (SIURB) é menor, para apenas 1,2 mil vagas (mais detalhes sobre as necessidades na entrevista na terça-feira). Não existe neste caso a integração das áreas verdes como o do Ruy Ohtake. As ligações seriam feitas por passarelas e ciclovias. Neste caso, o preço da obra é de R$ 70 milhões.

estac_siurb

Eu fiz um cálculo, que nem sei se é correto fazer. Estimei o custo de cada um dos empreendimentos por vaga. No projeto do Ruy Ohtake, esse custo por vaga é de R$ 37 mil. No da SIURB, o valor salta para R$ 51 mil. Como ambos projetos prevêem um sistema para eliminar o problema das enchentes na região, talvez essa relação seja irreal.

14 Respostas

  1. Gabriel, alguma notícia sobre a reunião com a Fifa de hoje?
    Até agora não vi nada nos principais meios…

  2. Muito boas informações e imagens! Vc teria em tamanha maior? Obrigado!

  3. “Eu fiz um cálculo, que nem sei se é correto fazer. Estimei o custo de cada um dos empreendimentos por vaga”.

    creio que é correto sim, isso mostra qual é mais rentável, se comparados entre si somente né, teria que ver o projeto como um todo, com os outros bolsoes, etc…

    aguardando a entrevista hehe.

    abraços.

  4. Fala velhinho, blz?

    Esse segundo projeto é meio simplório né? Não curti muito não, e pra esse número limitado de vagas, não é mais fácil comprar um terreno ali e subir um edifício…?

    Sei lá… quero ler a entrevista amanhã ein!

    Abraços e parabéns pelo blog!

    • É meio estranho esse projeto da prefeitura.. áreas interligadas via passarelas.. vai ficar um negócio meio maluco. Acho que o ganho para a comunidade como um todo seria ter a praça na toda na frente.

      Pelo que entendi.. não existiria uma real necessidade de um estacionamento do tamanho proposto. Mas, com uma estação de metrô, poderia ter essa demanda.

      Por exemplo, pelos preços que você já me comentou sobre o uso das vagas por ano (e somente em dia de jogos) no Morumbi, esse valor de R$ 37 mil é até baixo…

  5. sem duvida alguma o primeiro parece muito mais interessante… alem de ser uma obra mais bonita e maior, o beneficio para a cidade com a implatação de um pequeno parque é muito interessante, alem de, na epoca da copa, tb poder ser utilizada para alguma boa finalidade… ao menos eu, como leigo no assunto, penso assim…

    • Exato Malkynus, assim penso também.

      A prefeitura vai definir se ela fará a obra e dará a concessão para uma empresa privada explorar o estacionamento, ou se fará a licitação e a empresa faz tudo.

      Considerando que terá um “piscinão” contra enchentes e um parque público, a obra é mais de interesse da prefeitura do ponto de vista da comunidade.

      Durante a semana vou colocar algumas fotos de “tendas” que são armadas no entorno dos estádios. Fotos reais tiradas na Copa da Alemanha.

  6. Acho mto legal colocar em pauta a questão do estacionamento no Morumbi, pq no fim, esse projeto será o grande legado da região depois da Copa, sem contar o metrô, é claro!
    O projeto do Ohtake é visualmente o mais interessante e bonito, porém a tendência é que ele se torne um “elefante branco”, já que, pelo que vi até agora, ele não tem interligação direta com o estádio. Seria uma especie de praça elevada que liga as ruas principais ao lado do estádio, e nao a Sarim Farah, que será o principal meio de chegada dos visitantes. Tanto que ele propoe um “minhocão” ligando a praça até a estação de metro do Morumbi..outra obra absurda que fere a estrutura da região, que é basicamente residencial.
    Esse outro projeto da prefeitura parece sintetizar o do Ohtake, tornando-o mais viavel, porem parece que continua com algumas coisas um pouco estranhas, como muitas passarelas (tem que ver os detalhes p saber).
    Não sei o que vcs acham, mas quando vc chega num estádio vc precisa de um espaço livre que dê acesso direto ao local, tanto na hora da chegada, como na saida. E ao meu ver, isso só pode acontecer no Morumbi se tentarem mudar o sistema viário da região, abraçando a rotatoria em frente ao estadio e transformando uma praça maior de acolhimento. Para tanto, é só ver o estádio melhor inserido na cidade: O Pacaembu…perto do metro e com uma ampla aerea p dispersão…É dificil, mas nao impossivel!
    E Gabriel, onde vc conseguiu essas imagens? Vc teria como enviar elas num tamanho maior?
    Abs!

    • Oi Guta,

      Então, existe sim uma previsão de uma passarela ligando o estádio ao estacionamento. Mesmo porque há uma tendência de se usar essa praça como a área que você citou. O ideal seria integrar a praça com a parte frontal do estádio, mas acho isso pouco provavel.

      O projeto de interligação do estacioamento com o Metrô está sendo bastante discutido. Chegou-se a cogitar uma via elevada pra uns onibus, ou coisas do gênero. Uma das propostas é de fazer o monotrilho, já que o impacto visual para a região é menor… alem de fazer menos ruído. Talvez a idéia de levar diretamente até o aeroporto de Congonhas seja um outro benefício para a região.

      Existem soluções para o Morumbi em dia de grandes eventos e jogos. Mas, como a CET acaba cobrando que quem organiza o evento, o São Paulo raramente contrata o serviço. Isso foi feito com sucesso para o show do U2. Só que, no jogo Brasil x Uruguai, a CBF se recusou a pagar a CET e causou um grande transtorno no trânsito.

      Uma das alternativas para escoamento do Morumbi será a Av. Perimetral. Com isso, teremos a saída de grandes jogos varias opçoes de saídas: Giovani/Joao Dias, Giovani/ Cidade Jardim, Pe. Lebret/Av Morumbi, Av Perimetral/Marginal e a JJ Saad/ Francisco Morato.

      Uma das entrevistas que farei mais para frente é com representnates das associações de bairro. Um dos motivos deles serem contrários ao “minhocão”, como eles também chamaram, era o fato de ser uma ligação de demanda mínima. Agora, sendo um sistema de monotrilho, e com uma ligação para regiçao da Berrini, Brooklin, Congonhas… pode ser que eles mudem de idéia.

      Vou mandar as imagens para você por e-mail

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: