São Paulo: Nova estratégia para Copa-2014 – Lance – 22/8

logo lance

Uma matéria que saiu agora no final da tarde no Lance. É do meu amigo Alexandre Lozetti e não cita nada como saiu no Globo. Na verdade, a reportagem fala mais da forma que o clube deve trabalhar com o BNDES. Assunto que já falei aqui, usando um banco como intermediário.

Sobre a reunião, Lozetti conta quase tudo o que já sabemos, sobre mudanças que precisam ser feitas na área de hospitalidade. A parte nova é que o São Paulo teria de usar mais as ruas, além de seu espaço interno.

Vou ver se consigo conversar com ele, pra saber as impressões dele sobre a reunião de sexta no Rio.
Segue a nota

São Paulo: Nova estratégia para Copa-2014

O São Paulo deverá ter o auxílio de um banco como intermediário na negociação com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) a fim de obter recursos para a reforma do Morumbi, visando a Copa do Mundo.

Na última reunião com representantes do Governo, o diretor de marketing, Adalberto Baptista, fez uma explanação sobre lucros com camarotes para comprovar que o clube terá condições de pagar o empréstimo realizado pelo BNDES.

Mesmo assim, o órgão não tem o hábito de emprestar dinheiro a associações como clubes de futebol.

Dessa forma, o São Paulo pretende utilizar um banco privado, que receberia o valor do BNDES e emprestaria ao clube. Segundo representantes da diretoria, o Bradesco, parceiro tradicional, e o Itaú, que amplia suas ações no futebol, são os dois principais interessados. As instituições que agem nesse tipo de negócio são chamadas de bancos repassadores. O clube espera que o BNDES defina detalhes como prazo do pagamento e taxas de juros para evoluir a negociação com os bancos.

Além de repassador, o escolhido também deverá ser um parceiro de mídia no projeto para a Copa, com placas de publicidade e camarotes.

Na reunião da última sexta-feira, com membros do Comitê Organizador do Mundial de 2014, e da Fifa, os integrantes da candidatura paulista, incluindo dirigentes são-paulinos, souberam de modificações técnicas que terão de realizar no projeto e apresentar no dia 4 de setembro.

A entidade solicitou que o São Paulo altere os espaços de hospitalidade aos parceiros da Fifa, fazendo com que a confraternização ocorra mais na rua do que internamente.

Além disso, exige um caminho mais rápido para os jornalistas entre o centro de imprensa e a zona mista, onde os jogadores são entrevistados depois das partidas, e a ampliação da área destinada a 30 caminhões das emissoras de televisão, localizada na Praça Roberto Gomes Pedrosa.

O clube está elevando, em 80 centímetros, assentos do setor térreo azul, onde ficará parte da imprensa, para que a visibilidade melhore.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: