Painel FC – Folha de S. Paulo – 9/9

Bom, nesta quarta-feira é evidente que todos os jornais repercutiram as notícias que circularam na internet na tarde de terça. Saiu a versão do que foi dito pelo secretário-geral da Fifa e a resposta do São Paulo.

Como já comentei, ficou claro que o representante da entidade não leu o projeto com alterações, já que consta todas as modificações previstas. Apesar de ele ser um dos “chefões” da Fifa, talvez não seja o mais indicado para falar o que é possível ou não fazer no Morumbi. Ainda mais considerando que ele só esteve no estádio uma única vez, por 20 minutos e em 2007.

Vou colocar agora o que saiu no Painel FC da Folha de S. Paulo desta quarta. É mais ou menos o que tanto se fala em bastidores, que haveria um interesse para a construção de um novo estádio em São Paulo. Tem muita coisa estranha… como por exemplo o renascimento de uma ONG que brigava com o São Paulo sobre o Morumbi há poucas semanas.

Apesar de tudo, vejo até a notícia de terça como uma forma positiva. Se existe um lobby para vetar o Morumbi na hora H, que esse veto viria da Fifa, não é inteligente ficar toda hora falando mal em público. Eu explico: toda vez que se critica, você abre espaço para o outro lado se movimentar e mostrar o que está sendo feito. Quando se divulga sobre um outro projeto, mesmo que ele exista nos bastidores, acaba obrigando autoridades a negarem a existência.

Segundo a coluna, o assunto chegou até mesmo ao presidente Lula, que já teria discutido com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e com o ministro do Esporte, Orlando Silva, sobre o assunto. Vale lembrar que Lula foi um dos principais defensores do projeto do Morumbi para abertura, sendo que o estádio do São Paulo foi o único visitado por ele até agora.

Segue o Painel FC

Fogo contra fogo

Causou revolta entre cartolas ligados ao projeto paulista para a Copa-2014 a declaração do secretário–geral da Fifa, Jérôme Valcke, de que São Paulo deve construir um novo estádio. Segundo esses dirigentes, Valcke tem minado o Morumbi porque está envolvido em projeto para a construção de uma nova arena na cidade com um grupo estrangeiro. Lembram também que ele mentiu em ação da Mastercard contra a Fifa por rompimento de contrato. A entidade acertou com a Visa e teve de pagar US$ 90 milhões à ex-parceira.

O protetor. Assim que a declaração de Valcke repercutiu no Brasil, o presidente Lula foi acionado para cobrar explicações do presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Os dois, mais o ministro Orlando Silva Jr., reuniram-se ontem.

Terra boa. Na avaliação de quem acompanha o embate entre a Fifa e o São Paulo, a capital paulista é vista pela entidade máxima do futebol como a única cidade com capacidade para dar retorno financeiro a uma nova arena.

Olhos. O São Paulo diz estranhar a posição de Jérôme Valcke sobre o Morumbi. Afirma que o secretário-geral da Fifa critica o estádio sem jamais ter estado lá. 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: