Notícias de quinta sobre o Morumbi

Os jornais continuam a repercutir nesta quinta-feira a entrevista que o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke deu na África do Sul. Apesar de tudo, não há muita novidade. Só a história de que um eventual veto ao Morumbi já estava arquitetado volta a ganhar destaque. Isso pode ter um lado bom, de tentarem mostrar que não é nada disso. Mas, também tem o lado ruim, já que fica nesse embate do São Paulo contra FIfa e CBF.

Eu ainda insisto com a teoria que a intenção é fazer com que São Paulo desista do jogo de abertura da Copa. O meu raciocínio se fundamente que a escolha da capital paulista é mais que natural, apesar de outros interesses. Interesses que poderiam ser supridos com uma nova arena na cidade. Com São Paulo desistindo oficialmente da abertura, não haveria mais a escolha natural e tudo passaria a ficar numa boa.

A cidade de São Paulo tem um desafio gigantesco que é de ser a maior cidade (em população) a receber uma Copa do Mundo. O projeto de infraestrutura urbana da cidade é grandioso. Esses dias foi divulgado um planejamento do Metrô paulista com o horizonte de 2017. São quase 500 quilômetros em transportes por trilhos (190 km operados pelo Metrô e 298 km da CPTM). Para se ter uma idéia, Londres tem hoje a maior rede de metrô do mundo, com 408 km.

Voltando ao assunto da Copa-14. Caso a cidade aceite ficar fora da abertura, as exigências da área do entorno Morumbi caem bastante. E ficariam tranquilamente dentro do que é oficial exigido no Caderno de Encargos. Bom, vamos ver. No final do mês tem um novo encontro no Rio. Espero que até lá eles tenham analisado bem o projeto novo apresentado pelo São Paulo.

Só para constar, segue o que saiu hoje na Folha de S. Paulo e no Estadão.

Painel FC

Lado de fora

O comitê paulista para a Copa-2014 rebate o argumento da Fifa de que o Morumbi não tem espaço para abrigar a área de hospitalidade, que engloba o centro de mídia, local para convidados da entidade, além dos veículos geradores de imagens de TV. Pelo novo projeto, há duas áreas, uma de 30 mil m2, na parte social do clube. E outra, com 48 mil m2, no projeto de revitalização da praça Roberto Gomes Pedrosa. Segundo dirigentes do comitê, essa nova proposta ainda não foi analisada pela Fifa, mas atende ao que foi pedido.

Pessoal. Gente com bom trânsito com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, diz que pesa no boicote da Fifa ao Morumbi a rusga do cartola com a diretoria do São Paulo.

Nariz torcido. Por esse motivo, contam pessoas próximas ao presidente da CBF, ele anda desgostoso com o apoio do ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, ao criticado projeto do Morumbi.

Ligação. Já cartolas ligados ao São Paulo declaram que as críticas de Jérôme Valcke ao Morumbi estão ligadas a Ricardo Teixeira. Comentam que o secretário-geral da Fifa é amigo íntimo do cartola da CBF e que até frequenta suas casas de veraneio.

Baixas. A reunião dos arquitetos envolvidos com projetos da Copa-14, hoje, em Salvador, não terá Ruy Ohtake. Ele alegou não poder ir porque está trabalhando na melhora do projeto do estádio são-paulino. Outra ausência é a do arquiteto do novo estádio de Fortaleza para o Mundial. 

CBF lava as mãos sobre Morumbi e ratifica Fifa

Não será do presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local da Copa-2014), Ricardo Teixeira, que o São Paulo terá apoio para ter a abertura do Mundial no Morumbi. Foi o que deixou claro o cartola, ontem, em entrevista ao Sportv.

O estádio está sob ataque da Fifa, cujo secretário-geral, Jérôme Valcke, considera inviável que seja sede de partidas importantes da Copa.

Teixeira ratificou a crítica da Fifa e lavou suas mãos sobre o destino do Morumbi.

“Ninguém melhor do que o secretário-geral da Fifa, que coordena a Copa, para dizer quem tem ou não condições para ser sede de jogos da Copa”, explicou Teixeira. “Fiz questão de não participar da reunião [entre a Fifa e as cidades-sedes] e não vou decidir [sobre o Morumbi]. É uma questão eminentemente técnica.”

É a Fifa que tem a palavra final sobre a utilização dos estádios. Os projetos de cada arena serão analisados por técnicos da entidade e do COL, que pode interferir na escolha da sede da abertura se houver empate. Além do Morumbi, os estádios de Belo Horizonte e Brasília pleiteiam o jogo inaugural da segunda Copa no Brasil.

Teixeira concorda com o secretário-geral da Fifa na crítica sobre a falta de espaço no entorno do
Morumbi para abrigar centros para autoridades, patrocinadores e TVs.

“Você vai ao Mineirão e tem espaço para 380 caminhões. No Maracanã, tem menos. No Morumbi, menos ainda.”

Tanto Teixeira quanto Val- cke fazem essas observações técnicas antes de analisar os ajustes propostos pelo São Paulo para o projeto do Morumbi.

O clube contratou o GMP, escritório de arquitetura alemão especializado em estádios, para remodelar o projeto que vem sofrendo reiteradamente críticas da Fifa. Mandou os detalhes das mudanças na sexta-feira. O COL ainda não analisou as novas plantas. Nem Valcke.

Quatro dias antes, havia estourado o prazo para os Estados lançarem licitações para a reforma ou a construção das arenas. Nenhuma das sedes o cumpriu. Teixeira disse que o COL abriu mão desse prazo. E, agora, adiou o início das obras das arenas. Antes, era fevereiro.

“Todos os estádios têm que começar as obras no início de março”, declarou o dirigente.

Ele disse ainda que o custeio dos estádios ocorrerá por PPPs (parcerias público-privadas), iniciativa privada ou BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

OESP

Um prédio no Morumbi

Nova proposta enviada à Fifa prevê edifício com três pisos para carros na frente do estádio

 

 

A Fifa não analisou o projeto do Morumbi enviado na sexta-feira, de acordo com dirigentes do São Paulo. O que não impediu o secretário-geral Jérôme Valcke de reiterar críticas ao estádio. Ontem, o Estado teve acesso ao projeto que pretende atender às exigências da entidade – é a terceira mudança para tentar garantir a abertura do torneio na capital. O comitê executivo local quer utilizar espaço da área social do clube e construir um prédio de três andares e subsolo na Praça Roberto Gomes Pedrosa para solucionar deficiências de estacionamento, áreas de hospitalidade para convidados da Fifa e estrutura para as transmissões de televisão.

“O que nos espanta é que Natal ainda nem escolheu o terreno para construir o estádio e o São Paulo é que apanha”, reclamou o presidente do clube, Juvenal Juvêncio. Valcke havia dito que a cidade deveria enviar projeto de outro estádio, porque o Morumbi não tinha espaço no entorno para atender às necessidades de um jogo de abertura, semifinal, final ou de decisão de terceiro lugar da Copa de 2014. “Ele não conhece o estádio. São Paulo não tem terrenos para construir um novo. Se não for no Morumbi, a cidade não vai receber a Copa”, disse o dirigente são-paulino.

A Fifa exige uma área de 50 mil metros quadrados para seus patrocinadores e outra de 35 mil metros quadrados para receber pessoas que comprarem pacotes que incluam serviços de hospitalidade – restaurantes, shows, lojas -, além dos ingressos para as partidas. Os dois espaços planejados pelo Comitê Executivo de São Paulo têm quase o total necessário (80.600 metros quadrados). E os caminhões de TV vão ficar bem em frente ao estádio, outra determinação da entidade.

“É uma estrutura semelhante à utilizada no estádio de Munique na Copa da Alemanha”, explicou Caio Carvalho, presidente da SPTuris. Ele garantiu que os acessos ao Morumbi também seguirão os padrões de outras edições da Copa. “A estação de metrô que está em construção vai ficar a 1.100 metros da entrada do estádio. É a mesma distância de Dortmund.”

O Comitê Executivo da Fifa vai se reunir no Rio, entre os dias 28 e 30, para debater os projetos das 12 cidades-sede brasileiras. Novas exigências não estão descartadas. “Faz parte do jogo e nós vamos procurar atendê-las”, afirmou Carvalho.

Tanto o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, quanto o ministro do Esporte, Orlando Silva, concordaram ontem com o secretário-geral da Fifa sobre a situação atual dos estádios brasileiros. “Hoje nenhum tem condições de receber a Copa do Mundo”, comentou Teixeira.

20 Respostas

  1. O Ricardo Teixeira é uma pessoa condenada judicialmente por suas atuações na CBF, o que mais pode-se esperar? somente muita sujeira, e está certíssimo o SPFC, devemos fazer o que é possível, e que se dane o resto.
    Não se esqueçam que além de ser condenado, ele é mineiro de BH, tem tudo para ser o que é, no mineirão irão gastar R$ 1 bilhão para reformar, o governo mineiro já cortou pela metade esta verba, a outra metade virá do governo Federal, via Ministério do Turismo, como já foi liberado verba deste ministério para reforma dos estádios da Independência e do Jacaré em Sete Lagoas.
    E só há uma forma de se viabilizar, a abertura sendo em BH, como em SP é impossível a construção de uma nova arena, boicotam o Morumbi. 2 + 2, e podem ganhar muita grana com comissões das empreiteiras, e as mineiras são as mais famigeradas em falcatruas, vide mensalão do PT.
    Empurraram guela abaixo do SPFC uma empresa “estrangeira” ou não aprovariam o projeto, o SP teve de correr atrás de uma, AEDAS, não serviu, somente esta empresa alemã, GMP, ligada ao secretário-palhaço da FIFA, é mole ou quer mais.
    Que se danem, pau que bate em Chico bate em Francisco também, vamos embargar qualquer coisa e licitações ou liberações de verbas públicas para qualquer estádio no Brasil.
    PELO FIM DE TODO E QUALQUER ESTÁDIO PÚBLICO.

  2. É triste… dá vergonha de viver nesse país…

  3. O pior de tudo é os torcedores de outros clubes aceitarem falcatruas, manipulaçoes e todos os tipos de absurdos para poder “zuar” os torcedores do SPFC… isso sim, dá vergonha!

    • Concordo, é verdade, dá vergonha, são todos de um mau-caratismo ímpar, singular, como são um bando de frouxos, incapazes da fazer, realizar, agem desta maneira porca ou galinácea.

    • Vinde o “Bestadini” que não para de falar besteira junto com seu aliado fiel!

  4. Jerome Valcke não é um cara sério. Ele fez a FIFA pagar uma multa milionária na disputra entre MasterCard e Visa para o patrocinio. E ele continua lá. Amigão do Ricardo Teixeira, cacique da CBF. Que por sua vez, é amigão de Aecio Neves, governador de MG, q tb quer a abertura. É tudo politicagem. Futebol é detalhe.

    Isso não é só Brasil. A FIFA não é um entidade séria.

  5. Gabriel, tem uma noticia interessante nesse link sobre a copa:

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1299935-9825,00-ECONOMISTA+FAZ+PREVISAO+PESSIMISTA+SOBRE+LEGADO+DA+COPA+NA+AFRICA+DO+SUL.html

    • E Ricadoni, com o tanto de exigencias RIDICULAS que a Fifa está fazendo vai ficar pior…

      O Morumbi tem um vestiário muito moderno e mesmo assim vai ter que fazer outro pq a Fifa nao aceita a entrada dos jogadores por trás do campo.

  6. Além da birra contra o São Paulo, o Ricardo Teixeira também tem uma puta raiva DE São Paulo. Lembrem-se de sua célebre frase, supostamente dita na comemoração da conquista do Tetra nos EUA, segundo alguns jornalistas: “Paulistas FDP….”. Isto já é histórico, e o barco vai andar no rumo dos caras mesmo – aqui no Brasil a corrupção sempre vence, infelizmente, e vejo o Morumbi seriamente ameaçado – pelo menos a abertura da copa. Não vou ficar surpreso também se o Rio for escolhido pras Olimpíadas, pois quem está por tras do projeto são pessoas do mesmo grupo moral do Ricardo Teixeira…

    • O pior é que quem SUSTENTA essa palhaçada toda é o GRANDE ESTADO DE SÃO PAULO, quem sustenta o LULA, RICARDO TEIXEIRA, SARNEY?

      Estou morando em Curitiba e aqui é fantastico pra se viver, mas não gera nem uma agulha de riqueza perto de SP.

      Nós Paulistas temos que aguentar putaria, xingamentos e bairrismo de outros Estados… como se o Brasil nao fosse um só, pq na hora de DIVIDIR os recursos federais é UM Brasil, mas em todo o resto somos: PAULISTAS FDP e ARROGANTES… Pro inferno com todos!

  7. O jogo entre SPFC e Lyon não vai ser realizado por boicote da CBF, determinado pelo condenado RT seu presidente, porque como já havia sido vendido e passaria a transmissão em toda Europa, principalmente na França, onde todos veriam o MORUMBI como o estádio de abertura da Copa 2014, ah! a inveja mata, principalmente cariocas e mineiros, incopetentes, e o GRANDE SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE, cada vez maior no mundo inteiro.
    Mas os ineptos, corruptos e mau-caráter, e às vezes desconfio que é hereditário, e por parte de mãe.

  8. Vamos por partes. O metro e um projeto pro FUTURO como tantos outros que a empresa elaborou e nunca pos em pratica. E Londres tem 400Km pra uma populacao que 2x menor que a de Sao Paulo. Teriamos que ter, isto sim, 800Km. A maior rede de metro do mundo e o de Nova Iorque com mais de 1000Km.

    A FIFA nao pede nada demais. Qq estacionamento aqui onde moro tem 1000 vagas. E a area pros VIPs nao pode ser la embaixo, ne? Imagina so, os caras mais ricos do mundo vem aqui e jogam eles juntos com um monte de automoveis. Lamentavel. Dificilmente a FIFA aceita.

    Ricardo Teixeira nao e serio OK. Gerald Valcker nao e serio, OK. E Juvenal Juvencio cujo mandato esta sendo questionado na justica, e serio?

    • Pedro, acho que não conhece o Morumbi, para os “caras” mais ricos do mundo, tem o Palácio dos Bandeirantes a menos de 1.000 metros do estádio, e eles não andam de carro, e sim de helicóptero, tanto é que o ginásio ao lado do estádio, na área social tem um teto para suportar e descer até três helicópteros simultãneos, nunca vi estes governantes se arriscarem a andar de carro em um país de terceiro mundo, e este edifício já existe e está no primeiro projeto do final de 2007.

  9. O metrô não é um projeto para o futuro, a estação São Paulo – Morumbi já está quase pronta, posso lhe enviar fotos, se quiser, e estará pronto todo o percurso até 2012.

  10. Quanto aos “caras” sérios, o Ricardo Teixeira é condenado judicialmente por contrabando, o secretário-palhaço prejudicou a FIFA em mais 80 milhões $ dólares em um processo da Crediard x Visa, por mentir no processo, é um mentiroso.
    O Juvenal tem o mandato dele atual sob júdice devido ao atual estatuto ter sido aprovado em conselho e não por assembléia, não se pode comparar isto com roubo e ladroagem, acho que você precisa avaliar melhor as pessoas por suas atitudes.
    Por não aceitar corrupção, por não ser corrupto, o SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE está sofrendo tudo isto, o resto que não tem estádio, não tem porque é FROUXO, INEPTO, INCAPAZ, INCOPETENTE.

  11. Vocês falam de manipulações contra o SPFC, como se o clube de vocês fosse o mais inocente do mundo.

    Por favor, a briga é de peixes grandes, tanto é que o SPFC, apesar de todas as críticas recebidas ao Morumbi, continua dialogando com a FIFA. Tem gente por trás do SPFC também, Kassab, Marta Suplicy, MAC..

    O SPFC ainda não apresentou uma parceria concreta para a reforma do Morumbi. E esse é o problema. Tudo leva a crer que o SPFC enrolará até o último momento, como já está fazendo, para conseguir dinheiro público. E isso é inadmissível. Caso isso ocorra, seria melhor o Pacaembu ser reformado. Pois ele merece isso, por toda a história que tem.

    E o engraçado é que diante a anulação do sonho do Morumbi em 2014, são paulinos aqui neste espaço começam a defender o não investimento de dinheiro público estádios, inclusive se forem eles públicos.

    Por favor são paulinos, parem de pensar que todos os perseguem.. a verdade é que todo mundo persegue todo mundo. E dessa vez vocês são o lado mais fraco da corrente. Pelo menos por enquanto.

    O Morumbi realmente oferece uma vista ruim ao espectador, possui problemas de espaço (interno e externo) para a imprensa, problemas de investimentos para a reforma, falta de estacionamentos e má localização. Claro que se formos resgatar algum campo de alguma copa, alguns fatores coincidirão. Mas o Morumbi coleciona problemas. Ninguém os inventou.

    Sem contar que para a atual arquitetura do campo, uma cobertura pode transformá-lo num verdadeiro túmulo. Não achei o projeto bonito para uma abertura de Copa.

    Atenciosamente,

    Ronaldo Sotto

    • Ronaldo, todos os estádios públicos no Brasil são historicamente deficitários, não há justificativa plausível para mantê-los, o da Fonte Nova na Bahia até caiu em 2007, e ninguém foi culpado, os culpados foram os idiotas que o frequentavam, quem os mantém é a imensa e esmagadora população que não frequenta estádios, 99%, que sofrem da falta de saúde, vide como está o SUS e seu belo atendimento, transporte e educação, e para onde vai o dinheiro que os clubes deixam de remunerar adequadamente os governos municipais e estaduais? para o bolso dos dirigentes destes clubes, pois pode reparar que não têm patrimônio, estrutura, e imensas dívidas, isto é DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO, E QUEM DEFENDE QUE ISTO CONTINUE, EU PEÇO QUE SE FAÇA JUÍZO DE VALOR DO CARÁTER DESTAS PESSOAS.
      POR ISSO, AS PESSOAS QUE TÊM CARÁTER, DEFEDEM O FIM DOS ESTÁDIOS PÚBLICOS NO BRASIL.
      Quanto a Brasília, a decisão é política, não existe futebol em Brasília, o honesto e correto seria Goiânia, que foi alijada para que se possa roubar dinheiro público em projetos megalômanos, assim, pessoas honestas e dignas não defendem Brasília, sequer a CBF tem sede em Brasília, porque aí inexiste futebol, e já gastaram um absurdo no Bezerrão, a troco de que? o projeto do Bezerrão é de Ruy Othake, não sabia, e o maior público e renda foi o jogo do SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE em dezembro de 2008, com ingressos a R$ 400,00 contra o Goiás. Cadê os times de Brasília? quem são? pertencem a quem? senadores cassados?
      Quanto a vista ruim, frequento o Morumbi desde 1968, quando ainda estava incompleto, e nunca houve alguma reclamação neste sentido, e isto desde 02/10/1960 quando foi inaugurado, sábado estive com minha esposa e cunhada assistindo a SPFC e Avaí, na arquibancada superior no espaço VISA, e elas acharam maravilhosa a vista, viram perfeitamente o partida e eu também, aos que são cegos ou burros, por favor, fiquem longe do MORUMBI, não os queremos. O Maracanã é maior e suas arquibancadas ficam mais longe e distante que as do MORUMBI, agora com os gastos absurdos para reformá-lo em 2007 para os jogos Panamericanos, mais dinheiro público desviado, até construíram outro estádio (Engenhão) e aí rebaixaram o gramado para aproximar a geral do gramado, sugiro então que somente esta parte do estádio seja utilizada reduzindo a capacidade para umas 20.000 pessoas, assim podem enxegar bem o campo e jogadores, o mesmo para o Mineirão.
      Realmente, o SPFC vem enfrentado problemas de investimentos, com todos estes pilantras e safados que ficam inventando estas merdas, somente para se locupletarem com dinheiro público, está causando todos estes transtornos, e se não conseguir patrocínio, que se ferrem, não vamos dar o passo maior que a perna. Quanto ao governo de São Paulo, se possuem dinheiro para construir um estádio inútil e desnecessário, então devem pagar primeiramente os R$ 30.000.000.000,00 (trinta bilhões de reais) que devem somente em precatórios, sendo 19 bilhões em precatórios alimentícios, e a fila está parada em 1999, dez anos?, alegam não ter dinheiro, ou são falsos, dissimulados, os que os tornam canalhas e cafagestes, ou é verdade que não tem dinheiro, logo não há como construir um novo estádio, acredito que Brasília tem muito dinheiro sobrando e que Gama e adjacências é uma beleza, e que tudo que precisam é de um estádio público inútil e desnecessário, e que a população daí ficará muito feliz em dar dinheiro de imposto pago por elas para mantê-lo, é muita safadeza e cara-de-pau.
      Por favor continuem fazendo isto, é o que o povo frouxo e babaca merece.

    • Adauto

      Concordo em várias coisas que você diz, mas não em tudo.

      Depois de ver que ninguém em sã consciência queria investir no Morumbi, onde os dirigentes do SPFC foram correndo para pedir dinheiro? Ao BNDES.

      Ou seja, esses teus argumentos de que são safados todos aqueles que usam o dinheiro da população (que carece de saúde e educação), pode ser aplicado ao SPFC também.

      Isto porque todos sabemos que o SPFC não conseguiria pagar o empréstimo pedido ao BNDES. Tanto é verdade que a proposta de teu time foi prontamente recusada.
      Mesmo com o apoio de alguns desses políticos corruptos que vc gosta de citar e que estão apoiando o projeto do Morumbi.
      Aliás, quanto o SPFC deve mesmo ao INSS??
      Aliás, o SPFC está fazendo o que no Timemania mesmo?

      Adalto, o Sr Justiça. Você acha justo o governo emprestar dinheiro a uma empresa endividada?

      Quanto à vista do Morumbi. Esse é apenas um problema entre muitos outros do estádio. Claro que tua sogra e tua mulher e sei lá mais quem, que não devem entender nada de futebol, vão adorar a vista do Morumbi. Afinal de contas o lugar impressiona sim.. mas em termos de proximidade ao jogo, de corpo a corpo, o Morumbi deixa muito a desejar. O Morumbi é um campo mudo! Assistir jogo da arquibancada nos passa a esquisita sensação de estarmos surdos ao JOGO.

      Não estou inventando isso.. muita gente pensa o mesmo. Até mesmo alguns são paulinos. E estou seguro de que se reformassem ele, a torcida são paulina ficaria muito feliz. Portanto, não venha defender o campo apenas porque ele é de teu time. Se o Morumbi fosse mesmo uma maravilha (como a imprensa sempre afirmou) ele não passaria a vergonha e a humilhação que está passando diante a mídia internacional e os grandes da FIFA.

      Realmente o dinheiro público é mal utilizado no Brasil. E é bizarra e vergonhosa a construção de um campo moderníssimo em Brasília. Isso honra a história suja da própria cidade.

      Para terminar, colo aqui um texto copiado de um blog que resume bem o que penso.

      “Dar de barato que qualquer estádio que venha a ser construído será um elefante branco é catastrofismo tosco. Até hospitais podem virar um fardo se mal planejados e descolados de iniciativas públicas. Imagine uma praça esportiva moderna, multiuso, que seja vinculada a atividades culturais bacanas depois da Copa, numa política de Estado. Dá pra fazer. Uma coisa é a construção do espaço público. Outra é a inexistência de políticas que garantam seu uso de modo joia.

      Se é pra usar dinheiro público, a fundo perdido ou o que for, é melhor que se invista em obras com reais contrapartidas aos cidadãos. Elefante branco ou não, uma praça pública é, bem, pública. Continua sendo a minha, a sua, a nossa praça pública, e sempre dá pra gente tentar melhorar o que é nosso. Pior, muito pior é bater palminha pra privataria leonor.”

      até

  12. Aliás, olhem o projeto de Brasília para o estádio.

    http://www.brasilia2014.com.br/projetos/mais-fotos-sobre-o-projeto-do-novo-mane-garrincha-para-a-copa-de-2014.html

    Me digam, como qualquer estádio em São Paulo poderia competir com isso..

    Ai entra em discussão outro tema, que é a legitimidade que uma cidade tem para possuir ou não um campo desses..

    Mas todos sabem como as coisas funcionam no Brasil. Infelizmnte será muito difícil não construirem lá esse colosso.. Espero que pelo menos o espaço seja bem utilizado.

    Infos mais detalhadas aqui:
    http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=511341

    ps. vi que eles têm um estacionamento com 35mil vagas.. bizarro.

    É pessoal, acho melhor São Paulo ir se contentando em receber as semi-finais..

  13. O blog acabou???

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: