Painel FC – Folha de S. Paulo – 24/9

Mais uma nota dessas que a gente não consegue entender. Saiu na Folha desta quinta-feira na coluna Painel FC. Oras, a distância das arquibancadas para o campo no Morumbi não mudou. Não é no anel inferior que as câmeras ficam. Se isso é um problema sério, então deveriam ter vetado desde o início, já que não é uma coisa possível de resolver.

Segue as notas do Painel FC.

Mais… Um alto executivo da HBF, empresa alemã que cuida das filmagens da Copa do Mundo, declarou que é impossível trabalhar com a distância da câmera para o campo no Morumbi. Ele argumenta que está fora dos padrões exigidos pela Fifa.

…um. Outro problema, contam cartolas ligados ao Comitê Organizador Local, são os Sky Box, os camarotes para convidados da entidade.

Ainda não. Convidado pela Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados para audiência pública sobre a Copa de 2014, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, informou que não comparecerá e que não enviará nenhum representante. A justificativa: ainda é muito cedo para discutir o tema.

24 Respostas

  1. Olá Gabriel,
    Duas coisas que definitivamente não entendo!
    1-Porque a FIFA fica mandando “recadinho” pela imprensa ao invez de chamar o SPFC sigilosamente para discutir possíveis pontos falhos? Foram bons sim para melhorar o projeto, mas desse jeito denigre o SPFC. E os investidores espantam!
    2-Porque só no Morumbi a distância das câmeras será “grande”, e no Maracanã e no Mineirão não? Já foi provado medindo no Google Earth que nos dois a distância é MAIOR.
    Tenho nojo desta FIFA!

  2. Olha, tb estou ficando extremamente enojado com essa história toda!

    Ficar vendo o presidente da CBF ficar babando ovo pro Mineirão, que é um estádio caindo aos pedaços, com problemas internos iguais (ou piores) que o Morumbi. E nada é falado, e todos sabem que eles querem a abertura.

    Agora, é só o Morumbi pleitear a abertura e o mundo cai em cima.

    E essa notícia sobre a visão das câmeras?! Que incoerência! No Maracanã e no Mineirão não tem problema e no Morumbi tem?!

    Ahh, sem comentários!

  3. Estranho?! A Rede Globo nunca reclamou! E olha que, em si falando de transmissões, ninguém pode criticar a os caras…

    Outra coisa, pra que existe zoom?

  4. As declarações do Ricardo Teixeira sobre o Mineirão são gosmentas. Quando ele diz que o Mineirão poderá continuar aberto mesmo após o início das obras, foi a melhor de todas. Depois dessa, eu não duvido de mais nada. O Juvenal foi duramente criticado por ter levantado essa bandeira no caso do Morumbi. Com relação a questão da distância da câmera de televisão, eu não sei o que dizer. Alguma coisa me diz que isso é bullshit, não é possível!

  5. FIFA, então faz o seguinte: pega essa Copa e enfia no meio do cú!!!
    Isso aqui é América Latina. Aqui não chove dinheiro para construírmos arena de 1 bilhão de dólares sendo que o retorno do investimento nunca seria obtido!
    Freqüento o Morumbi semanalmente e acho excelente. Não apoiaria de jeito nenhum a idéia de demolição e construção de um estádio novo. Seria um desrespeito à história do São Paulo FC. Portanto, ou é isso, ou então vai procurar outro lugar pra colocar esses jogos de merda…

  6. Lendo bastante sobre o assunto, eu cheguei a conclusão que não vale a pena ter o jogo de abertura em São Paulo. Geralmente é aquela cerimonia chata, que não acaba nunca, cheio de politicos e personalidades que não tem nada haver com o futebol e o jogo, geralmente é ruim, com as duas seleções nervosas e tímidas. Sou mais ter jogos das oitavas, quartas e semifinais que geralmente o bicho pega.
    Juvenal, larga a mão da abertura, mas sem perder a grandeza da reforma que o Morumbi merece!
    Exija um jogo das semifinais!!!

  7. Reforma o morumbi e que se dane a copa. Se quiserem que usem nosso estadio, se não quiserem que façam na bela infra estrututura de Pirituba, sem querer desmerecer, claro.

  8. Gabriel, tem uma comparação feito pelo google earth nessa nesse link, seria bom postá-la aqui essas imagens, pois comprovam que a distancia do morumbi é até menor que no maracanã.
    http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=902900&page=5

  9. Veja alguns projetos para a copa e também uma sugestão para o morumbi. Todos projetos pra copa a arquibancada é próxima do campo de jogo, com exceção apenas do Morumbi.
    http://i582.photobucket.com/albums/ss264/sidori/morumbiArquibancadas-1.jpg projeto alternativo para o morumbi
    http://i582.photobucket.com/albums/ss264/sidori/245789.jpg imagem ilustrativa do projeto
    http://i582.photobucket.com/albums/ss264/sidori/morumbi2014-1.jpg projeto morumbi

  10. Li alguns posts desse skyscrapercity e agora me pergunto, e principalmente pergunto a vocês. Será que não estamos defendendo o Morumbi por ser Sao Paulino? Eu adoro o estádio, acho sensacional… mas não conheço o Maracana, por ex. Será que é realmente uma conspiraçao ou estamos exagerando?

    Se EU fosse o JJ eu já tinha mandado todo mundo tomar no cú e foda-se…

  11. Uma estrela miserável ou o Morumbi continua no telhado

    ter, 22/09/09por Emerson Gonçalves |categoria Copa 2014, Crônicas

    Não falo de nenhum jogador e o adjetivo miserável do título está aplicado no sentido de pobreza, mesmo. Falo, portanto, do Brasil, a estrela do planeta pós-crise.

    New York Times, Financial Times, Wall Street Journal e outros menos votados vivem incensando o Brasil e citando o país como exemplo. Estamos no G20, nosso presidente é “o cara”, segundo o cara que de fato é “o cara” e nesse andar da carruagem vamos papar os Jogos Olímpicos de 2016, fazendo barba e cabelo com a Copa do Mundo de Futebol de 2014. Nem por isso deixando o Brasil de ser tão miserável como é e podemos ver nas cidades e nos sertões.

    Por conta disso tudo, “dona” FIFA não deixa por menos e faz exigências que não fez à pobre África do Sul (cuja distribuição de renda é melhor que a brasileira) e tampouco fez à rica Alemanha. Provavelmente, Blatter e Valcke andam lendo demais sobre o pré-sal e a entrada de Pindorama na OPEP, lembram dela? Além disso, seus assessores devem ter-lhes passado a obra completa com os discursos do presidente da república. Ela existe, sim, e dizem que foi impressa em papel cor-de-rosa, não por aquilo que Diego Souza e Helio dos Anjos não gostam, mas por ser essa a cor com que o presidente encara seu país e seu reinado.

    Para atender às exigências de “dona” FIFA, todo mundo corre atrás de projetos mirabolantes. Somente a cidade de Brasília vai gastar – segundo previsão oficial – 700 milhões de reais em sua portentosa arena. A mesma oficial previsão dizia que o Engenhão custaria 40 milhões. Ficou, ainda oficialmente, em 400 milhões e, para sorte da prefeitura da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, um clube dispôs-se a pegar o elefante, digo, estádio e usá-lo e mantê-lo. Quem assumirá a arena brasiliense? O Brasiliense? O Gama? O Senado da República? A Câmara dos Deputados?

    No caso de uma dessas duas instituições republicanas, como a arena será coberta e coisa e tal, os senhores senadores ou os senhores deputados correrão a fazer uma licitação, logo cancelada devido à urgência, o que permitirá a contratação de empresa de notória capacidade na área e por mera coincidência com fortes e estreitas ligações com altas figuras republicanas, para dotar toda a arena de portentoso, também, sistema de ar condicionado, com umidificação automática para os meses de secura extrema. O gramado será substituído por bonitos tapetes persas importados da China, sobras de produção dos uigures de Xinjiang com a comercialização atravancada pela ação dos verdadeiros manufatureiros dos tapetes persas, os turcos e iranianos. Razões maiores de estado, todavia, levarão o próprio presidente a decidir pela compra dos “persas” chineses, repetindo a ação desastrada e precipitada dos caças franceses. Isso porque o Sarkozy veio sem a Carla… Tivesse ela acompanhado o maridão e seríamos, novamente, a França Antártida.

    Tapetes persas? Um estádio sem gramado?

    Ora, não fará falta, Brasília tem outros estádios, inclusive um recém-reformado, por um custo bem camarada, digo, razoável. Além disso, a cidade não tem futebol, logo, para que mais gramados?

    Manaus também não tem futebol, mas terá portentosa arena (gosto de portento, de coisas portentosas; são chiques, são espetaculares, são “tudo de bom”, por isso essa portentosa repetição ao invés de sinônimos), construída com portentosíssima verba do rico estado amazonense. Belém tem futebol e multidões enlouquecidas pelo esporte bretão que consagrou Teixeira, mas não terá a Copa. Bom, fosse eu um turista europeu, iria para Belém e de lá, por ponte aérea ou ponte hidrorivária (bárbara) ou ponte aéreo-hidroviária, por nada desse mundo deixaria de ir a Manaus, no coração da selva amazônica. Por sinal, o intervalo entre um jogo e outro da primeira fase daria certinho para subir o Amazonas em luxuoso barco, conhecer Manaus e arredores e voltar voando a tempo do apito inicial do jogo seguinte. Isso é bobagem minha, a Copa será em Manaus e a floresta ganhará portentoso elefante branco, que no prazo de um ano será cinza-ruína.

    Em Cuiabá o elefante não será branco e sim verde, não por ser palmeirense, mas por ser essa a nova cor da moda e a cor adotada pelo governador matogrossense, que nunca deixou de ser verde, uma vez que a soja é verde (a bem da verdade: a soja é uma bênção para onde está implantada, gerando empregos, renda e preservando o solo, graças ao plantio direto, empregado em larga, para não dizer total, escala).

    Em Belo Horizonte não sei qual será a cor do estádio, o velho Mineirão, que será reformado por módica quantia, ainda desconhecida, oficialmente, mas extra-oficialmente estimada em 300 milhões. De reais, felizmente. O que não quer dizer que o custo final não venha a ser, também, 300 milhões. De libras ou, com muita sorte, de euros.

    Bom, soube de fonte segura que o pessoal do Guiness está preparando nova e portentosa edição do livro de recordes, tendo como motivação a Copa no Brasil. Nunca antes o Guiness dedicou uma edição inteira a um único evento em um único país.

    Pois bem, nesse cenário bilionário, Jerome Valcke, secretário-geral da FIFA e já velho conhecido deste Olhar Crônico Esportivo, reconheceu ontem, durante evento de lançamento da nova campanha da Coca-Cola, que o novo projeto do Morumbi atende às exigências fifescas. Disse, porém, que a capacidade do estádio não é suficiente para a partida de abertura ou qualquer partida importante da Copa.

    Os projetados 60.000 lugares para torcedores, previstos anteriormente nos cadernos de encargos, agora, segundo ele, são 65.000. Esse é o número ideal. Pelo visto, se houver alteração no projeto e o Morumbi comportar 65.000 torcedores, o ideal passará a ser uma capacidade de 70.000. Pelo visto, parte II, ou a mui rica e pouco estimada cidade de São Paulo faz uma arena de dois bilhões de reais, pouco mais de um bilhão de dólares, ainda não contando com todo o superfaturamento, ou os paulistanos serão contemplados somente com Gana x Afeganistão, Austrália x Montenegro e vice-versa e versa e vice. E só na primeira fase, pois a cidade não terá estádio à altura de Camarões x Irã ou, nesse caso então nem pensar, Ilhas Faroe x Vietnã, pelas oitavas-de-final.

    É fato, depois disto: o Morumbi não desceu do telhado.

    Fico aqui pensando em como deve ser bom ser rico. Deve ser uma beleza.

    E pensando que já se fez manifestações contra a ingerência do FMI em nossa economia.

    E que muito já se gritou contra o imperialismo ianque.

    Parece-me chegado o momento de manifestações contra o imperialismo fifesco e seus fantoches.

    Convoque-se aquele companheiro expert em organizar as massas (meia-dúzia de protestadores – para não confundir com protestantes – que fazem muito barulho e agitação e transformam marolas em tsunamis) e vamos às ruas contra esse novo imperialismo.

    Como?

    Ah… O companheiro agora é lobista da confederação?

    Bom, sempre resta o sonho irrealizável da locupletação para todos, não?

    (Irrealizável, sim, porque no locupletamento dá-se o enriquecimento de um ou uns em detrimento de outro ou outros; logo, locupletar-nos-emos todos em detrimento de quem? De nós mesmos? Aí seria um novo socialismo, não moreno, mas bronzeado.) (E seria ético um socialismo baseado na locupletação?)

    Escrito por Caito Carvalho às 23h48
    O responsável pelo comite paulista, Caio Luiz de Carvalho postou isso no blog dele.

  12. A mesma Folha diz q o Ricardo Teixeira, dono da CBF, cometeu uma “gafe” e chamou “Aécio Neves” de “presidente” quandou “aliviou” para o “Mineirão”. “Político” nenhum comete essa “gafe”. Teixeira é “parceiro” de Aécio. Aecio quer ser “presidente” durante a Copa.

    Aos amigos, tudo. Aos inimigo, a “lei”.

  13. DEMOROU P VETAR ESSE ELEFANTAO BRANCO TA NA HORA DE FAZER UM ESTADIO NOVO P COPA ,E SE NAO TIVER TERRENO O CORINGAO CEDE P ELES O ITAQUERÃO ,ATE +

    • Se tiver um 1 bilhão disponível vai em frente o boçal!

    • Itaquera é um terreno público muncipal ocupado pelas galinhas catingueiras há mais de vinte anos e nunca construíram nada porque têm o CUrintia roxo e frouxo, além da reserva para o bicho endêmico que só dá na várzea do Tietê, conhecido como parque ecológico, e como dá, dá tanto que fica com o CUrintia roxo e frouxo vazando bosta com porra pelas pernas e com uma catinga desgraçada, e só conseguem ficar na várzea, além dos 35.000 m2 do estacionamento que invadiram na fazendinha, também várzea do Tietê (plantação de mandioca no CUrintia roxo e frouxo), tornando as galinhas catingueiras como as maiores latifundiárias de terreno público do mundo.
      Construir um estádio lá somente vai somente aumentar a catinga e poluição, e os fifescos não aprovam.

  14. Muito bom CAITO, SãoPAUladas nestes fifescos até ficarem com o CUrintia roxo, quanto ao governador de MG soube que gosta do mesmo que o Maradona gosta, é verdade?

  15. Essa Coluna.. Painel da Folha, não é assinada pelo que sei.. utilizada para ventilar questões absurdas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: